Linho: a pedida do verão

linho 5
Quem aí também acha difícil manter a dignidade quando os termômetros começam a subir demais? Quem vive em cidades muito quentes sabe direitinho como fica o clima nesta estação. Um dos conselhos mais importantes a dar é: comece pelo desafio que é garantir uma sensação de frescor por mais tempo e preste muita atenção na hora de escolher os tecidos das suas roupas.

Quanto mais naturais e com tramas mais abertas, mais leveza vai encontrar quando o clima esquentar pra valer. O linho lidera a lista dos tecidos mais frescos, embora seja muito resistente. Ele tem alto poder de tingimento e está entre os panos mais elegantes entre os disponíveis no mercado da costura.

Mas, nem sempre o linho teve esse status. Ele era usado somente como roupa íntima e sua projeção ocorreu mesmo a partir do século passado. O tecido foi descoberto há 8.000 A.C. e é um “personagem” constante nos livros de história sobre o vestuário, inclusive está lá em algumas passagens da Bíblia. Contudo, passou a ser visto nas ruas como “peça de cima” somente no período mais “recente”.

A natureza do linho é suave e atemporal. Ele vem sendo trabalhado tecnologicamente. Prova disto é que já se pode encontrá-lo com uma texturas bem mais macias e agradáveis ao toque. O aspecto acetinado do linho valoriza as peças proporcionando um movimento único. O caimento é geralmente perfeito e harmoniza com visuais mais formais aos mais despojados.

O tecido tem uma durabilidade fora da média e modela bem todos os tipos físicos. Porém, sendo um tecido mais mole, geralmente pede peças mais generosas, que não marquem muito o corpo. A desvantagem (ou o grande charme) é que ele amassa fácil.

Coordene com bijus rústicas, cabelos semi presos e calçados mais leves. Uma peça em linho só agrega valor ao seu acervo. Então, pense em composições monocromáticas e em tons mais pálidos. Você só tem a ganhar porque o visual fica incrível!

Inspire-se:

 

Design sem nome (5)
Design sem nome (4)
Design sem nome (3)
Design sem nome (2)
Design sem nome (6)

Cibele Ramos - colaboradora

Cibele Ramos - colaboradora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *