Veja como aproveitar as delícias juninas sem sair (muito) da dieta

festa-junina-DivulgacaoJunho chegou trazendo com ele todos os quitutes típicos das festas juninas. Mas, para quem está fazendo dieta, essas delícias podem ser um pouco complicadas  afinal é quase impossível escapar de paçocas, canjicas, arroz doce, cachorro-quente e das inúmeras receitas com milho, quase todas muito calóricas e ricas em carboidratos.

Mas, a nutricionista do Hospital e Maternidade São Cristóvão, em São Paulo, Cintya Bassi, dá dicas que ninguém precise se privar das delicias de São João. Segundo ela, os principais vilões dessa época são os alimentos com maior quantidade de açúcar e gordura e, consequentemente, mais calóricos. “Nesse grupo podemos incluir o amendoim, paçoca, doce de abóbora e cachorro quente. Os menos calóricos são a pipoca e o milho, desde que consumidos sem manteiga”.

No entanto, a nutricionista explica que não é necessário deixar de aproveitar as comidas típicas desta época do ano, basta fazer boas escolhas e adaptar algumas receitas. “Existem pratos típicos que podem substituir o açúcar por adoçante sem comprometer o sabor, como paçoca, doce de abóbora e bolos”, explica.

Confira algumas dicas da especialista acerca de cada alimento:

Amendoim – A principal característica do amendoim é ser fonte de ácidos graxos monoinsaturados – gordura boa – que contribui para reduzir o colesterol ruim (LDL), aumentar o colesterol bom (HDL) e diminuir a oxidação celular e fibras que auxiliam o funcionamento intestinal e prolongam a sensação de saciedade. Mas contém ainda outros nutrientes como ferro, fósforo e potássio. Apesar disso, além de ser um alimento de alta densidade calórica, contendo cerca de 550 calorias na porção de 100gr, muitas vezes é torrado com sal, o que o torna um alimento que deve ser consumido com muita cautela e moderação.

Paçoca – A paçoca é basicamente a mistura entre amendoim e açúcar. As versões originais são carregadas de açúcar e não devem fazer parte de uma dieta habitual. Porém, hoje, já encontramos versões light ou diet que oferecem, além do sabor, mais saúde ao organismo. Também há versões enriquecidas com proteínas.

Pipoca – A pipoca preparada em casa é um alimento benéfico porque contém boa quantidade de fibras e ainda um pouco de vitamina A. Porém, devemos evitar acrescentar temperos industrializados ou gorduras (margarina) na preparação, a fim de ressaltar o sabor, para não tornar o alimento prejudicial. O mesmo vale para a pipoca de micro-ondas que contém quantidades significativas de gordura.

Quentão – A bebida típica possui boas propriedades, como o gengibre, que entre outras coisas fortalece o sistema imunológico. Porém, o álcool e o açúcar também estão presentes na preparação. Se possível, deve se optar pela versão sem álcool, o que diminui a oferta calórica, contudo, ainda assim, deve ser consumido com moderação.

Cachorro quente – Mais um alimento que deve ser evitado ou consumido com moderação, pois seu ingrediente principal, a salsicha, é uma fonte importante de gordura saturada, que estimula o aumento de colesterol LDL e aumenta o risco de doenças cardiovasculares. Além disso, possui alta concentração de sódio, corantes e conservantes.

Milho – É um cereal rico em carboidratos e outros nutrientes como vitamina B1 e B2, vitamina E e fibras. Também possui dois importantes antioxidantes que contribuem para a saúde da visão: zeaxantina e luteína. O alimento in natura é saudável, porém devemos evitar o acréscimo de excesso de sal e margarina ou manteiga.

Pipoca doce – A pipoca, como vimos, é um bom alimento. Porém, a versão doce é acrescida de açúcar, alimento que deve ser evitado.

Bolo de milho – O bolo de milho é mais um alimento que pode ser consumido, porém com moderação, já que possui açúcar e gordura. Além disso, o melhor é preparar o bolo com o alimento in natura.

Pé de moleque – Mesmo caso da paçoca, o amendoim é um alimento nutritivo embora calórico, porém o pé de moleque é rico em açúcar. Por isso, deve ser evitado ou consumido com moderação.

Maçã do amor – A melhor opção é sempre consumir a fruta in natura que é rica em pectina, fibra que auxilia na redução de colesterol. Porém, a maçã do amor é mergulhada, entre outras coisas, no açúcar. Por isso, deve ser consumida com moderação.

Bolo de fubá – O bolo de fubá possui baixo valor nutricional, portanto também deve ser consumido com moderação.

Além das orientações, a nutricionista também trouxe uma receita de arroz doce integral light, mais saudável e menos calórico que o arroz doce tradicional. Confira:

Arroz doce integral light

Ingredientes:

2 xícaras de arroz integral
1 litro de leite semi desnatado
1 vidro (200ml) de leite de coco light
2 colheres (sopa) de coco ralado light
4 colheres (sopa) de adoçante culinário em pó
3 pedaços de canela em pau
5 cravos da índia
Canela em pó a gosto

Preparo:

Deixe o arroz de molho na água quente por 1 hora e após escorra. Cubra o arroz com água e cozinhe até secar, em fogo baixo. Se ainda estiver duro, coloque um pouco mais de água.
Em seguida, acrescente o leite, o leite de coco, o coco ralado, o adoçante, a canela em pau e o cravo. Cozinhe em fogo baixo, mexendo de vez em quando até secar. Tire do fogo e polvilhe a canela em pó. Sirva morno ou gelado.

admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *